Adeque a sua presença online ao mercado japonês

Um guia de localização para o Japão

1 Vista geral

Criámos este guia para que seja mais fácil aproximar-se dos clientes japoneses. Uma presença na Web em sintonia com a cultura do Japão irá aproximar os clientes da sua empresa e dar-lhes a confiança necessária para fazerem negócio consigo. Ao compreender estes pequenos mas importantes detalhes, estará numa boa posição desde o início no seu novo mercado.

2 O idioma principal

O japonês é o principal idioma falado e escrito no Japão.

3 Formalidade

Deve utilizar uma abordagem formal ou informal com os clientes japoneses?

Quando comunicar com os seus clientes, deve utilizar um tom formal. No Japão, o cliente é sempre tratado com respeito e formalidade.

Deve ter em consideração o velho ditado "o cliente tem sempre razão" sempre que lidar com os seus clientes japoneses.

Utilize o termo "sama" para se dirigir aos clientes. É o equivalente a "senhor" ou "senhora".

Embora o Japão seja o centro de muitas inovações tecnológicas, lembre-se sempre de que é uma cultura antiga, formal e tradicional. Se tiver um produto financeiro, um serviço jurídico ou estiver a falar sobre dinheiro, deve adotar sempre um tom e um estilo formais.

Facilidade em fazer negócio no Japão

O relatório Ease of Doing Business de 2020 do Banco Mundial classificou o Japão no 29.º lugar em 190 países.

4 Sistemas e formatos numéricos

No Japão, o principal sistema de numeração utilizado é o sistema árabe (1, 2, 3). Ocasionalmente, poderão utilizar-se os carateres Kanji.

Números

Separador decimal
  • É um ponto final (.)

    • por exemplo, 1.5 horas.
Separador de milhares
  • O separador de milhares é uma vírgula (,)

    • por exemplo, 1,524 pessoas.
Números de telefone
  • O indicativo do país é +81. Os números de telefone têm, normalmente, o formato (indicativo da área) xxxx-xxxx ou xx-xxxx-xxxx

    • Por exemplo, (+81) 1234-5678 ou 12-3456-7890.
  • Os números têm nove dígitos, incluindo o indicativo da área, mas não incluem o primeiro 0.

  • Os números de telefone gratuitos têm o prefixo 0121.

5 Formato da moeda

A moeda do Japão é o iene japonês. A moeda é representada por dois símbolos: 円 e ¥

por exemplo, 123,456円 ou ¥123,456.

O código comercial de três letras é JPY.

As denominações de notas de iene são ¥10,000, ¥5,000 e ¥1,000. As denominações de moedas de iene são ¥500, ¥100, ¥50, ¥10, ¥5 e ¥1.

6 Formato da data

No Japão, o formato da data é AAAAMMDD

por exemplo, ano mês dia.

Adicionalmente, os carateres japoneses para "ano", "mês" e "dia" também são inseridos a seguir aos números

por exemplo, 2008年12月31日 (水) para "quarta-feira, 31 de dezembro de 2008".

7 Formatos da hora

No Japão é utilizado o formato de 24 horas.

Os carateres de "hora" (時) e "minuto" (分) são adicionados a seguir aos números

por exemplo, 8:42 seria "8時42分".

Também é perfeitamente aceitável escrever 8:42 com a hora separada dos minutos por dois pontos.

Para maior clareza, pode adicionar 午前 para indicar "antes do meio-dia" ou 午後 para indicar "depois do meio-dia"

por exemplo, 午前11時 para 11:00.

O formato de 24 horas é o preferencial nos horários dos comboios, bem como nos dispositivos digitais, como PCs, telemóveis e tablets, e é o formato padrão no Android, onde o separador são os dois pontos

por exemplo, 14:24.

8 Dias úteis

Os dias de trabalho normais são de segunda a sexta-feira.

9 O que deve evitar no mercado japonês

É sempre relevante ter em conta as diferentes superstições e tradições de cada cultura, sobretudo quando pretende entrar num novo mercado.

Os japoneses consideram o número 4 de azar porque, quando o pronunciam, emitem o som "shi", que tem o mesmo som que a palavra japonesa para morte.

Nunca escreva o nome de um cliente com um tipo de letra a vermelho, porque pode ter associações negativas.

10 Sugestões de localização importantes

Seguem-se as cinco principais sugestões de tradução que deve utilizar para soar rapidamente como um habitante local no Japão:

  1. Disponibilize o máximo de contexto possível aos tradutores. Disponibilize-lhes imagens onde o texto poderá ser apresentado, indique-lhes o objetivo da comunicação e qual é o público-alvo a que se destina.

  2. Evite sucessões de traduções de palavras individuais obtidas no dicionário, uma vez que o resultado poderá soar rígido e artificial. Em alternativa, escreva de raiz em japonês para transmitir o significado.

  3. É sempre recomendável deixar os tradutores à vontade para lhe fazerem perguntas, uma vez que contribui obter bons resultados na tradução.

  4. Tenha cuidado com as traduções literais e evite colocar uma frase em japonês numa estrutura de frase em inglês, pois vai soar artificial.

  5. Sempre que possível, recorra a um falante nativo para escrever as suas comunicações e certifique-se de que são revistas por um falante nativo.

11 Diretrizes adicionais