Planeie a sua logística para o Japão

Das empresas Ingram Micro Commercial e Lifecycle Services

1 Vista geral

O desafio

O Japão tem 127 milhões de pessoas, é a terceira maior economia do mundo, depois dos EUA e da China, é o quarto maior mercado de comércio eletrónico e oferece excelentes oportunidades às empresas. Mesmo que o Japão não faça diretamente parte da sua estratégia de crescimento, deve ser considerado parte do panorama económico mais vasto.

O seu objetivo

Após ler este guia, vai compreender as oportunidades proporcionadas pelo Japão e como tirar o máximo partido das mesmas, bem como obter uma ideia geral do posicionamento do Japão no equilíbrio de poderes global e por que motivo este posicionamento afeta as empresas.

2 Expandir o negócio para o Japão

Quando planear a forma de expandir a sua empresa no estrangeiro, é importante considerar o panorama atual do mercado em que pretende entrar.

O Japão tem 127 milhões de pessoas e é a terceira maior economia do mundo (depois dos Estados Unidos e da China). O PIB total está avaliado em 4,94 biliões USD e o PIB per capita é de aproximadamente 40 000 USD.1

A economia urbana excelente do Japão ajuda-o a ser o quarto maior mercado de comércio eletrónico de retalho do mundo. As vendas estão avaliadas em mais de 111 mil milhões USD e estima-se que alcancem os 134 mil milhões USD até 2019.2 Mais de 8% de todas as transações de retalho ocorrem online e o mercado continua a crescer.3

O Japão é líder há muito tempo e uma potência no setor da cadeia de abastecimento, estando classificado pelo Banco Mundial em 12.º lugar a nível global em termos de logística. Devido ao tamanho, à densidade e à eficiência do país, os custos de distribuição são muito reduzidos segundo os padrões internacionais. De acordo com os números do Japan Institute of Logistics Systems, representam apenas 5% do total de vendas dos setores de produção, grossista e retalho no Japão (em comparação, os custos dos EUA representam 9%).

alt text


  1. Banco Mundial 

  2. Fórum Económico Mundial, eMarketer 

  3. eMarketer 

3 Factos rápidos e vantagens da atividade comercial no Japão

  • Cerca de 92% dos japoneses utilizam a Internet, mas as compras de retalho em lojas físicas continuam a ser o método preferido1

  • Prevê-se que o comércio em dispositivos móveis atinja 60 mil milhões USD até 20202

  • As principais categorias de comércio eletrónico incluem produtos multimédia, vestuário e calçado, alimentação e bebidas, produtos eletrónicos de consumo e artigos de beleza e de cuidado pessoal3

  • A Rakuten e a Amazon são os maiores sites de comércio eletrónico japoneses por quota de mercado. A Rakuten é o jogador dominante e a Amazon teve dificuldades em crescer no Japão por ser uma empresa estrangeira4

  • As normas de empacotamento japonesas são impressionantes e os números de envios danificados são dos mais baixos do mundo


  1. ITU 

  2. Euromonitor 

  3. Euromonitor 

  4. PwC 

4 Tendências dos clientes

É essencial refletir sobre o comportamento dos clientes antes de expandir a sua empresa para novos mercados. De que forma o seu cliente-alvo costuma comprar produtos? Qual é o método de entrega preferencial dos clientes? Os fatores seguintes dão uma ideia do impacto que as tendências dos clientes vão ter na sua atividade comercial no Japão.

  • 71% das compras de comércio eletrónico são pagas por cartão de crédito ou transferência bancária, mas normalmente o método de pagamento preferido é em dinheiro. É recomendado disponibilizar métodos de pagamento alternativos como PayPal, Mobile Suica, Pay-easy e lojas de conveniência. O método contra reembolso é igualmente popular e representa 18% dos pagamentos de comércio eletrónico1

  • Embora os consumidores japoneses estejam atentos aos preços, estudos recentes indicam que a marca e a qualidade são os fatores mais influenciadores nas decisões de compra

  • A rapidez de entrega é um dos fatores que são tidos em conta nas decisões de compra dos compradores e o envio num dia é quase um padrão. As entregas rápidas são possíveis graças ao setor de logística eficiente do Japão e ao tamanho do país

  • Os clientes japoneses preferem receber os pacotes diretamente do estafeta (raramente são deixados à porta)

  • Estudos indicam que os compradores japoneses têm menos probabilidade de comprar em mercados estrangeiros do que quaisquer outros compradores no mundo2

  • Existe uma clara preferência por transportadoras nacionais; caso não exista essa opção, o próximo passo é escolher uma opção global conceituada. As preocupações dos compradores relativamente à qualidade superam consistentemente as considerações de custo

  • O Japão tem uma das taxas de devoluções online mais baixas do mundo (as políticas padrão indicam sem devoluções)3

  • 99% da população fala japonês, por isso, é importante alojar o Website e apresentar o seu produto em japonês4

  • Os compradores japoneses preferem uma grande variedade de produtos apresentados em simultâneo, por isso, considere utilizar mercados para alcançar um público-alvo maior

  • Os métodos de pagamento locais são altamente recomendados, por isso, considere o JCB/Amex

  • A consciência cultural nesta região é, provavelmente, o fator mais importante para determinar o sucesso da sua marca


  1. PayPers, CyberSource 

  2. PayPers, CyberSource 

  3. Ecommerce Foundation 

  4. PayPers 

5 Modelos de distribuição

Compras transfronteiriças com destino ao Japão

Mais de 10% dos compradores online japoneses compram em Websites estrangeiros. Os EUA e a China são os principais destinos das exportações e importações transfronteiriças de e para o Japão.1

Muitas empresas que pretendem distribuir no Japão consideram utilizar uma área aduaneira (um local seguro onde as mercadorias podem ser produzidas ou armazenadas sem o pagamento de direitos aduaneiros) na China ou irão distribuir para o Japão a partir de Hong Kong. Os produtos são muitas vezes produzidos na China, por isso, mantê-los nesse país pode ser rentável e estratégico, tendo um único inventário a servir a região da Ásia-Pacífico.

Muitas empresas de comércio eletrónico utilizam empresas de consolidação nos respetivos países nativos para armazenar todas as mercadorias e evitar em grande parte as barreiras linguísticas.

Distribuição no Japão

Dada a densidade e o tamanho do Japão, é possível alcançar toda a população em apenas três dias. Os portos incluem Kobe, Nagoia, Osaca, Tóquio e Iocoama, e o coração do triângulo logístico do Japão encontra-se entre as cidades de Tóquio, Nagoia e Osaca.


  1. PayPal 

6 Transporte

Transportadoras de encomendas pequenas

Em 20% do tempo, os consumidores japoneses não estão em casa para receber as entregas e os pacotes não são normalmente deixados à porta. Uma nova entrega mais tarde é muito comum e gratuita para os clientes.1 As transportadoras de encomendas mais comuns a operar no Japão incluem:

  • Yamato Transport (50% da quota de mercado)
  • Sagawa
  • Nippon
  • Japan Post

Transportadoras de carga fracionada (LTL) e carga completa (TL)

Devido à paisagem japonesa, não é frequente a carga ser transportada por via rodoviária. Em vez disso, é comum utilizar comboios, sendo a entrega no último quilómetro assegurada por um camião mais pequeno. Pequenas viagens de navio constituem outra opção popular. O produto é transportado primeiro por via marítima ao longo da costa, em seguida, descarregado para um comboio e, por fim, carregado em pequenos camiões para entrega porta a porta. As transportadoras comuns incluem:

  • Nippon (Nittsu)
  • Sagawa
  • Kuroneko

  1. Nippon 

7 Como iniciar a atividade comercial no Japão

Ao ponderar a sua entrada no mercado japonês, pense nos prós e contras de constituir uma nova empresa para fazer negócio e no tipo de estrutura empresarial adequado para si. Encontre um centro de distribuição e transportadoras que abranjam as áreas que lhe interessam e considere utilizar um distribuidor para alcançar mais clientes com maior facilidade. Deve também compreender os requisitos regulamentares do comércio eletrónico no Japão e determinar se tem de registar quaisquer marcas comerciais.

O Market Finder inclui uma análise detalhada do índice Doing Business do Banco Mundial, que lhe permite ter uma ideia da facilidade de fazer negócios no Japão. Esta pontuação classifica cada uma das economias mundiais relativamente à facilidade de constituir e gerir uma empresa local, numa escala de 1 a 190. São avaliados 10 aspetos para obter a pontuação. Estes incluem a facilidade de obtenção de eletricidade, a facilidade de obtenção de crédito e o potencial para o comércio transfronteiriço.

Ao realizar negócios num novo mercado, é recomendável conhecer os desafios administrativos, regulamentares e logísticos que podem surgir. O Market Finder permite-lhe compreender os requisitos legais e a logística com mais facilidade, bem como disponibiliza apoio técnico adicional e ferramentas, incluindo estatísticas e guias detalhados.

alt text

A Ingram Micro Commerce & Lifecycle Services fornece soluções de logística que ajudam as empresas a estabelecer a ligação entre a oferta e a procura.

!!! Sugestão "Nota"

Os conteúdos disponibilizados no site destinam-se apenas a fins informativos. Para aconselhamento financeiro, fiscal ou jurídico, consulte um especialista.